Outra vez...

http://1.bp.blogspot.com/_1BWOykAzaTE/RncIpFkzWxI/AAAAAAAAAKg/kXaHK57Hb1E/s400/outra%2Bvez.jpg

 

 
Outra vez
Fora de mim
Na obsessiva condição
De esgaravatar
A terra com as mãos
E procurar
Igual
Estância do sentimento
Que me acalenta
Querer continuar
Em vida
Em movimento
Como núncio
Do amor
Arauto
Da inexistência
De ar, espaço e
Tempo
Entre tu e eu,
Suprimidos
Por união
Da terra
Que carrego nas mãos
Com o céu que guardas no olhar
Na virtuosa estância
Que agiganta
Os dias
A vida
O continuar
A rodar contigo
Em torno
Do nosso abraço
Sinto
Sempre chegado

O teu calor

Que me palpita
O peito
Ressuscitado
A cada novo murmúrio
De teus lábios
A cada novo sorriso
Das tuas pálpebras
As décadas não me envelhecem
As mortes não me levam
Sempre
Que em ti penso
Que em ti repouso
Que em ti hidrato
A ânsia
De me encontrar
Outra vez
Fora de mim.
 
Andarilhus “(0o0)”
XXIX : I : MMIX

 

publicado por ANDARILHUS às 08:14