Mondar o Mundo

 

http://3.bp.blogspot.com/_m274UAZtqVQ/SWiU78QVhtI/AAAAAAAABiQ/T9IUGxayWcM/s400/otherdeijanus.gif
 
Esta luz que ainda resiste
Tão perto do fim,
Este frio que alimenta
Tão próximo do esgotamento,
Numa das últimas manhãs
De muitos dias, de experiências…
Debruça, estica o olhar
Para além do que está para vir.
Desejas o feliz, o bem, insiste!
Busca alguém dentro de mim,
Deixa a sabedoria da gasta sebenta!
E chegados ao alto de mais um momento
Esperançamos novas vivências, sãs.
Morrer, vestir novas existências…
É tempo de renovo, de procurar
As oportunidade do advir.
 
Na ponderação de um expirado ciclo,
Como Jano,
Contemplamos…
 
Esta luz exangue,
Este frio feito calor,
Que empurram inexoravelmente
As nossas fronteiras para o rosto das batalhas
E agitadas uma vez mais,
Exige-nos determinação
Das forças efusivas do sangue!
Demanda em nós a cumplicidade
Dos afectos incondicionais do amor!
Limpamos o corpo, limpamos a mente,
Das cicatrizes, das mágoas, das falhas;
Lustramos os troféus, os brilhos intelectuais.
Venturosos, seguimos pela mão…
Na descoberta de um destino…
 
Na prospectiva de um nascido ciclo,
Como Jano,
Sonhamos…
 
Andarilhus
XXX : XII : MMIX
 
 
... Que a vossa passagem por 2010 seja preciosa...

 

publicado por ANDARILHUS às 08:42